top of page
NunOrganistA 0162.jpg

O ETERNO CHARME DOS CLÁSSICOS

Mais uma vez, o Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos, teve corridas emocionantes e que reeditaram os já famosos duelos entre o potente Porsche 911 RSR de João Macedo Silva e a armada dos Ford Escort RS. O consagrado Mário Silva também regressou às provas de Clássicos, com um espetacular Chevrolet Corvette Stingray, mas o carro norte-americano teve problemas de sobreaquecimento.

 

A primeira corrida começou com o abandono precoce de dois dos favoritos, Carlos Vieira e Francisco Mora (filho), ambos com problemas mecânicos, enquanto João Macedo Silva fez mais uma das suas recuperações notáveis, pois rodava em 5.º na primeira volta. Quando piloto do Porsche chegou à frente da corrida, gerou-se uma batalha memorável entre Macedo Silva, Rui Costa e Joaquim Jorge, três pilotos que chegaram a passar lado-a-lado na reta da meta e a discutir a travagem para a primeira curva.

Macedo Silva triunfou na Corrida 1 e foi acompanhado no pódio dos H75 por Joaquim Jorge e Rui Costa, três pilotos que continuam a dar espetáculo nas corridas de Clássicos em Portugal. João Cruz venceu no Grupo 5, com mais um belíssimo Ford Escort RS, enquanto o piloto e preparador Ricardo Pereira (Ford Escort RS2000) voltou a mostrar o seu talento no Grupo 1. Jorge Cruz e o BMW 323i começaram o fim de semana a ganhar nos H81, e Jorge Guimarães fez o mesmo nos H71, ao volante do Volvo 121.

A Corrida 2 voltou a colocar um sorriso no rosto de qualquer fã das corridas de automóveis. Macedo Silva colocou o Porsche no comando das operações, mas um período de Safety-Car permitiu a Carlos Vieira, Rui Costa e Joaquim Jorge colarem-se aos escapes do 911 RSR. Com duas voltas para disputar, Carlos Vieira entrou no modo de ‘tudo ou nada’ e conseguiu uma ultrapassagem na última volta, com o Escort e o Porsche a tocarem-se, permitindo a Rui Costa, em mais uma demonstração de classe, cortar a linhar de meta no 2.º lugar, na frente de Macedo Silva. Os três primeiros terminaram separados por 0,5s! Joaquim Jorge e Rui Alves, irmão do grande homenageado do fim de semana, completaram o top 5 da geral, com Jorge Cruz a repetir o triunfo nos H81. O mesmo sucedeu a Ricardo Pereira no Grupo 1 e a Jorge Guimarães nos H71, numa grelha onde também se destacava o regresso de Kiko Mora (pai), ao volante do Ford Escort Mk2.

 

O COLORIDO DOS LEGENDS

Como já é habitual, a maior grelha do fim de semana foi a do Campeonato de Portugal de Velocidade Legends, com nada menos de 48 carros no Circuito do Estoril. Da impressionante garagem da família Barros voltaram a sair o Ford Sierra RS500 para Luís Barros e o Mercedes 190 Evo para o jovem Vasco Barros, dois pilotos que dominaram os primeiros lugares da geral. Problemas mecânicos na Corrida 2 impediram Luís Barros de fazer a dobradinha, com o filho Vasco a impor o Mercedes na derradeira corrida.

 

Na Corrida 1, o Volvo 850R de Filipe Matias e Rodrigo Macedo foi o mais direto perseguidor de Luís e Vasco Barros, com Paulo Vieira (BMW M3 E36) a ganhar nos L99. Francisco Gonçalves (Lotus Elise) foi o mais rápido nos Super Extra e Luís Liberal teve uma estreia vitoriosa (L90) com o belo BMW M3 com as cores da Warsteiner, que traz reminiscências do DTM de 1988. João Luís e o exótico Renault Spider evidenciaram-se na classe Trophy, tal como o Honda Integra Type-R de João Sousa e Tiago Montes nos L99-2000. Eleutério Duarte e o Renault Clio RS2000 conseguiram superar os Honda Civic nos Super Turismos, e Artur Monteiro foi o mais rápido nos L99-1600, com o Citroën Saxo Cup.

A segunda corrida dos Legends, viu José Paulo Sousa ganhar a categoria L99 com o BMW M3 E36, logo seguido por Paulo Vieira e por Luís Liberal, que voltou a impor o estreante BMW nos L90. Rui Gonçalves bateu a concorrência nos Super Turismos, com o Civic Type-R, André Tavares venceu nos Super Extra com o Honda S2000 e Artur Monteiro voltou a ser o mais forte entre os L99-1600. Entre os Honda Integra, vitória para José Almeida nos L99-2000, numa corrida que voltou a ter batalhas muito interessantes no meio do extenso pelotão.

DATSUN´S DOMINAM NOS 1300

A grelha do Campeonato de Portugal de Velocidade 1300 voltou a reunir mais de duas dezenas de carros de diferentes eras, mas com os ‘eternos’ Datsun 1200 – com preparações diversas – no topo das classificações. Luís Alegria tinha dominado os treinos cronometrados, mas depois João Braga foi o mais forte na Corrida 1. Luís Alegria sentiu algumas dificuldades no seu Datsun, mas deu espetáculo com grandes powerslides, já depois de problemas de motor terem ditado o abandono de outro forte candidato à vitória, José Fafiães.

 

João Braga terminou com escassos 0,5s de vantagem sobre Luís Alegria, com Pedro Barbosa a completar o pódio, na frente de Carlos Cruz, todos eles nos Datsun da categoria H75. Arnaldo Marques levou o seu Datsun 1200 ao triunfo nos H71, e o jovem Manuel Alves (19 anos), campeão em título do Desafio ANPAC, teve um regresso em grande ao CPV 1300, vencendo a categoria com o Fiat Punto 85. Pedro Pimenta ganhou entre os Legends com o Peugeot 106, Carlos Maciel (Morris Cooper) fez o mesmo nos H71-1000 e o promissor Miguel Miguel estava a fazer uma excelente corrida com o MG Metro da categoria H81, até ser obrigado a desistir com um furo.

Na Corrida 2, Luís Alegria conseguiu impor o andamento que tinha demonstrado nos treinos, ganhando na frente de João Braga e Pedro Barbosa, que rodaram muito próximos. Arnaldo Marques (4.º da geral) voltou a mostrar a sua rapidez nos H71, com José Fafiães a recorrer ao motor suplente e a conseguir um top 5. Entre os jovens pilotos do Desafio ANPAC, Manuel Alves fez a ‘dobradinha’ de vitórias no Estoril, e Paulo Miguel – que vinha de uma dupla vitória no Circuito de Vila Real – confirmou todo o potencial do carismático MG Metro, conseguindo uma excelente recuperação na derradeira corrida do fim de semana. Registo ainda para Veloso Amaral, que triunfou nos H71-1000, com o seu Datsun 1000.

As competições promovidas pela ANPAC regressam entre 28 e 30 de outubro, durante o Algarve Classic Festival, em Portimão.

bottom of page